Melhores de 2016 – Parte II

Nesse penúltimo dia de 2016 vamos compartilhar com vocês as séries e atores que mais gostamos de assistir esse ano. Essa é a segunda parte do nosso Melhores de 2016 e na parte I listamos os álbuns e livros que mais gostamos esse ano. Vamos à lista \o/

Black Sails

black-sails
Créditos: IMDB.

Sinopse:* Ambientada 20 anos antes dos eventos que se sucedem no livro “Ilha do Tesouro”, de Robert Louis Stevenson, acompanha as aventuras do Capitão Flint (Toby Stephens) e sua tripulação. Os ataques brutais e os saques cometidos pelos marujos quase provocam a sua extinção, e Flint procura refúgio na ilha de New Providence, uma espécie de paraíso pirata definido tanto por seus ideiais iluministas quanto pela assombrosa brutalidade. Em sua jornada, o Capitão acaba ganhando um jovem e falante agregado para sua equipe: um certo John Silver (Luke Arnold).

Meu primeiro contato com essa série foi há quase 3 anos; eu assisti o piloto e nunca mais nem pensei nela. Não porque desgostei, mas por circunstâncias da vida mesmo e que não dependiam de mim. Esse ano eu voltei a assistir e fiquei completamente viciada. A trama da série tem intriga, traição, ganância e mostra o quanto o ser humano é corruptível SEMPRE e independente de quem seja. Tem romance também, obviamente! Black Sails é estrelada por Toby Stephens (filho da Maggie Smith, a eterna Professora Minerva McGonagall), Jessica Parker Kennedy (The Secret Circle), entre outros. Recomendo, caso você goste e tenha interesse em histórias de piratas, belas paisagens de praias! Em Janeiro estreia a quarta e última temporada, as duas primeiras temporadas podem ser assistidas pela Netflix!

Outlander

outlander
Créditos: IMBD.

Sinopse:* Claire Randall (Caitriona Balfe) é uma enfermeira em combate em 1945. Ela é misteriosamente transportada através do tempo e mandada para 1743, e sua vida passa a correr riscos que ela desconhece. Forçada a se casar com Jamie Fraser (Sam Heughan), um cortês e nobre guerreiro escocês. Um relacionamento apaixonado se acende, e deixa o coração de Claire dividido entre dois homens completamente diferentes, em duas vidas que não podem ser conciliadas.

Eu não lembro ao certo o motivo que me fez querer começar a assistir essa série, mas ainda bem que eu comecei. A série é baseada nos livros de Diana Gabaldon e gira em torno de Claire, que viaja no tempo pra Escócia do século 18 e tem que, literalmente, se virar e viver lá até arrumar uma forma de voltar pra sua época. Mas será que ela vai querer voltar? Será que VOCÊ vai querer que ela volte? Outra trama que fala sobre até onde o ser humano é capaz de ir e o que é capaz de fazer para conseguir o que quer. Tem cenas pesadas (estupro) então, sugiro que você se prepare psicologicamente pra assistir a série. (E espero que vocês não vejam isso como spoiler, é só um aviso mesmo, desculpa qualquer coisa.) A primeira temporada está disponível na Netflix.

Mr. Robot

mrrobot_s2_keyart_press1
Créditos: Omelete.

Sinopse*: Elliot (Rami Malek) é um jovem programador que trabalha como engenheiro de segurança virtual durante o dia, e como hacker vigilante durante a noite. Elliot se vê numa encruzilhada quando o líder de um misterioso grupo de hackers chamado fsociety, o recruta para destruir a firma que ele é pago para proteger. Motivado pelas suas crenças pessoais, ele luta para resistir à chance de destruir os CEOs da multinacional que ele acredita estarem controlando – e destruindo – o mundo.*

Uma série pela qual eu desenvolvi um caso sério de vício, foi “Mr. Robot”. Comecei a assisti-la após ver um quote de Elliot, personagem principal da trama, pela internet. Com muita crítica social, drama e um protagonista, no mínimo, estranho, a série me pegou de jeito e eu fiz até uma resenha dela aqui pro blog. O desenrolar do enredo é envolvente e surpreende, uma vez que vamos nos dando conta do quão esquisito Elliot é e o quanto as coisas são mais graves do que pensamos. “Mr. Robot” não é uma série levinha, pra você ver e espairecer. A produção, que já tem sua segunda temporada, vai encher sua cabeça, te botar pra pensar em mil coisas à respeito da sociedade em que vivemos e as excelentes atuações de Rami Malek (Elliot) e Christian Slater (Mr. Robot) fazem valer sua atenção.

Black Mirror

black-mirror-season-3-poster
Créditos: cinespoon.net

Sinopse**: Black Mirror é uma série criada por Charlie Brooker que apresenta episódios independentes, ou seja, cada um relata uma história diferente. Ela adota uma visão sobre a influência das novas tecnologias na vida moderna, criticando com histórias sobre sensações tecno-paranoicas e traçando o perfil da sociedade formada pelas mídias, sociais ou não. Poderia ser resumida como uma série que apresenta críticas à sociedade atual e que alerta sobre como ela pode piorar a cada dia com a ajuda da tecnologia, se continuar nesse ritmo.

Quem, pelo menos, não ouviu falar dessa série em 2016? “Black Mirror” se fez notar pelo mundo este ano com o lançamento de sua terceira temporada, contendo episódios que, na verdade, são grandes tapas na cara. Assim como “Mr. Robot”, a série apresenta grandes críticas e questionamentos sobre a sociedade em que vivemos, e, principalmente, no que ela pode se tornar sem muito esforço. Eu havia assistido, há um tempo atrás, o s01e01 e apesar de ter gostado, não segui assistindo. Aproveitando o grande buzz criado com a terceira temporada, resolvi retornar, sem arrependimentos. Meu episódio preferido da terceira temporada é o e01, “Nosedive”, justamente por mostrar uma possibilidade de vida assustadora e ao mesmo tempo bem possível. Todas as temporadas estão disponíveis na Netflix e o bom é que ela não precisa ser vista na ordem, já que os episódios são independentes… É só correr lá e assistir 😉

Durante esses doze meses, muitos atores fizeram trabalhos excelentes porém, não temos espaço pra destacar todos e escolhemos 4 que gostamos mais:

Caitriona Balfe e Sam Heughan

01_28229-139
créditos: caitrionabalfe.org

Embora esse seja o primeiro trabalho de destaque dos dois, não havia ouvido falar deles antes e ambos estão fazendo um trabalho INCRÍVEL na série. Caitriona foi modelo há uns anos e atuou em Truque de Mestre (2013) e alguns outros filmes antes de ser escolhida para interpretar Claire Beauchamp. Sam fez alguns filmes e séries antes, mas eu nunca ouvi falar de nenhum. No IMDB você pode checar a lista de trabalhos dos dois.
A interação entre os atores funciona tão bem que leva o telespectador a acreditar que eles possam ter algo fora das telas, o que já foi negado por eles em entrevista. E nas cenas mais fortes e de mais destaques dos personagens, ambos merecem todos os prêmios aos quais forem nomeados. Atuações como não vejo há bastante tempo em nenhuma série/filme e com certeza merecem mais papéis de destaque nos próximos anos.

Eva Green e Mads Mikkelsen

madeva34
Créditos: Tumblr.

Esses dois seres humanos foram as minhas paixões de 2016. No meu ponto de vista, Eva e Mads são dois ótimos atores em ascensão, e espero muito que em 2017 eles apareçam ainda mais. Eva ganhou um bom destaque após seu EXCELENTE trabalho na série “Penny Dreadful”, finalizada esse ano ( </3 ), o que lhe rendeu um dos principais papéis no filme “O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares“. Já Mikkelsen deu vida ao carismático psicopata Hannibal, na série de TV (uma das minhas preferidas – ainda tenho esperança de um retorno), e sério, impossível não se apaixonar. Este ano ele esteve em duas grandes produções, “Dr. Estranho” e “Rogue One: Uma História Star Wars”. Os dois, inclusive, estiveram juntos no filme “The Salvation” (já fizeram “007: Cassino Royale” também!), que também contou com a presença de Jeffrey Dean Morgan, outro ator destaque de 2016. Não preciso dizer que estou endoidecida para ver esse filme, né?

Então é isso, galera! Esses foram nossos atores e séries favoritas de 2016. O que acharam? Não esqueçam de nos contar quem vocês consideram que se destacou neste ano!

Nos vemos ano que vem! ~lepiadinha

* Sinopse: adorocinema
** Sinopse: bancodeseries
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s